Um terço da população mundial é cristã, aponta novo estudo.

Publicado: 03/01/2012 em Categórias
Tags:, ,

Um amplo estudo publicado este mês aponta que o número total de cristãos em todo o mundo é de 2,180 bilhões, ou 31,7% – da população global, quase um terço dos estimados 7 ​​bilhões de habitantes do planeta.

“Os cristãos também estão geograficamente espalhados e, de fato, nenhum continente ou região pode ter a pretensão de ser o centro do cristianismo mundial”, diz o relatório do Pew Research Center.

O cristianismo ainda é a religião mais numerosa do mundo, mas há um século, dois terços deles estavam concentrados na Europa. Hoje eles estão espalhados por todo o mundo.

Quase 34% pode ser encontrado nas Américas, 26% está na Europa, enquanto 23,6% vive na África subsaariana e 13,1% na Ásia. Apenas 0,6% são do Oriente Médio e do Norte da África.

“O cristianismo de hoje é verdadeiramente uma fé global”, indica o Pew Research Center no relatório produzido pelo instituto de pesquisas e intitulado “cristianismo Global”.

Metade de todos os cristãos são católicos, enquanto 36,7% são protestantes (também chamados de evangélicos) e 11,9% são ortodoxos.

Estados Unidos, Brasil e México lideraram a lista das nações com o maior número de cristãos, com Rússia, Filipinas e Nigéria tendo o maior número na Europa, Ásia-Pacífico e África, respectivamente.

Alguns números certamente serão questionados e não poderão ser confirmados nem desmentidos. Por exemplo, a China oficialmente não divulga os números de religiosos, por ser um país comunista e ateísta. Mas estima-se que hoje seja a terceira maior população cristã do planeta.

O relatório completo do Pew Research Center disse que baseou suas conclusões principalmente na análise dos números de cada país, usando cerca de 2.400 fontes, incluindo os recenseamentos oficiais e dados de igrejas.

A versão completa (130 páginas) pode ser lida em inglês no site: www.pewforum.org

Fonte: Traduzido e adaptado por Gospel Prime de France 24 e Pew Forum

Anúncios

Os comentários estão desativados.